Grécia, as Instituições e a semântica

Confesso que tive que ler esta noticia duas vezes para entender o conteúdo não por uma questão gramatical ou mesmo semântica mas porque não quero acreditar na insolência do recém-eleito Executivo grego.

A forma displicente como tentam insultar não só a inteligência dos Gregos mas de todos os Europeus, é no mínimo assustadora. Então a Troika passa a ser designada por “Instituições Internacionais”? Quando eu tive esta disciplina no âmbito do meu ciclo de estudos em Relações Internacionais, não me lembro de lá constarem instituições de crédito. As únicas do género que constavam – e eram muitas – eram o BCE, o BIC, BIRD e outras com relevância para o desenvolvimento dos povos e não as que ajudavam as economias a recuperar da má-gestão dos seus governantes.
Usar esta ironia só demonstra que os actuais governantes gregos querem mascarar a situação em que se encontram ao mesmo tempo que tentam que os seus concidadãos sintam que há alguma mudança em relação à “subserviência à Troika”. Detesto esta expressão pois eu entendo que nós temos que nos revoltar é contra quem foi legitimamente eleito e de forma consciente e organizada nos depauperou e não contra quem nos ajudou. Os juros são altos? Quanto mais trabalharmos e mais reformas fizermos na nossa Economia, mais eles baixam. É nossa, mais uma vez, a responsabilidade de gerirmos a subida ou a descida dos juros que pagamos pelos empréstimos que pedimos.
 No caso grego, saber que eles andam a escrever Cartas de Intenções sem conteúdo prático nenhum e que ainda esperam que os credores as incrementem com medidas concretas (ou “observações como eles carinhosamente as apelidam) é no mínimo uma prova grosseira de incompetência.
Nesta Carta, “(…) o governo explica os seus métodos (…)” mas não apresenta propostas ou reformas de fundo que lhes permitam dinamizar a Economia e mudar o paradigma da sociedade grega
 No paragrafo seguinte, ” O Ministro de Estado Nikkos Papas afirma que algumas das Reformas (afinal elas constam do documento!) não são negociáveis (…)” Mas afinal quem é que pediu dinheiro a quem? Afinal quem é que se arrisca a entrar em incumprimento a 28 de Fevereiro deste ano?!
 O mesmo governante ainda afirma que “(…) há questões dentro da politica interna que não são negociáveis (…)” Meus senhores, tudo é negociável desde que não fira (ainda mais) a dignidade dos cidadãos gregos. Estar a usar chavões quando se está quase de “mão estendida” mostrando uma postura arrogante e intransigente fere a dignidade de todos os Europeus que através dos seus Estados já vos emprestaram dinheiro para vocês esbanjarem.
 “(…) O vice-primeiro ministro, Yanis Dragasakis, disse, no sábado, depois de participar numa reunião do Conselho de Ministros, que a elaboração da lista de reformas “não é algo complicado, é um processo fácil (…)”. Esta é outra afirmação que me tira do sério. Então fazer Reformas que vão (ou devem) mudar toda a essência do status quo grego e que lhes vão permitir encarar os novos desafios sociais, de emprego, de pensões, de economia, de saúde. de justiça e de todas as outras areas que compõem uma sociedade europeia “é um processo fácil”? Então porque é que ainda não está feito? Porque é que andam desde 2003 a brincar com o dinheiro dos outros e com a vida dos cidadãos gregos?
Fontes governamentais asseguraram que a intenção do executivo de Alexis Tsipras é não aceitar quaisquer cortes nos salários e pensões.” Alguém que me explique esta frase devagar e com muito cuidado porque agora é que eu perdi o Norte…então é com esta atitude e com estas palavras que querem convencer o Eurogrupo e as restantes Instituições Internacionais de que estão capazes de receber (mais) ajuda?
Um de nós não percebe nada disto e eu creio que não sou eu…!
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s