D. Pinocrates, a perseguição politica e a visão de Ricardo Marques

E é com o Politico que mais me perturba que começo por escrever o meu primeiro comentário. Ora vamos lá então. Não poderia concordar mais com esta notícia. É de notar que João Perna era motorista de D. Pinócrates – nome carinhoso com que baptizei o sr. Pinto de Sousa – que já vem do tempo do primeiro mandato deste senhor enquanto PM português.

Desde que o ouvi pela esta personagem pela primeira vez que soube que estavamos perante um problema de dimensões gigantescas. Tudo neste senhor cheirava a esquema, do discurso, à imagem, tudo me parecia perigoso.

O tempo e as suas acções vieram infelizmente dar-me razão e todos sabemos como esse triste episódio da História Portuguesa terminou. Pagá-lo-emos por muitos, longos e penosos anos.

Quando em Novembro último este senhor é detido pelas nossas autoridades, eu admito que brindei à Liberdade e à Democracia. Era para mim um feito heróico que as nossas forças policiais e a nossa PGR não tivessem tido medo de avançar contra este individuo.

Continua e eu tenho fé que continuará em Prisão Preventiva até 2018 e que daí seguirá para Prisão Efectiva pelo tempo máximo que a nova moldura penal apresentar para o crime de Branqueamento de Capitais, Corrupção e demais atentados que cometeu contra o País. No entanto, para mim, este individuo, os que estão debaixo do seu jugo e todos os que fazem parte da sua “Teia” deveriam responder pelo crime de Lesa Pátria pois é disso que se trata. Não se pode colocar um País soberano na bancarrota e sair limpo como se nada se tivesse a ver com isso.

João Perna, motorista do dito individuo era, se bem se lembram, quem transportava as malas de e para Paris para que este senhor levasse uma vida de fausto enquanto nós cá obedecíamos à Troika que ele convidou a vir cá para nos ajudar a sair do buraco onde ele nos tinha conscientemente enfiado.

Logo após a prisão, todo o tipo de pressões foram feitas, litros de tinta se gastaram em títulos de jornal, palavras erráticas saíram das bocas dos “comentadores” e “especialistas” da nossa praça. Tentaram, à boa maneira da Maçonaria portuguesa, impôr a Tese da Cabala e livrar esta pessoa das “garras” do mui nobre Juiz Carlos Alexandre.

O processo que existe contra ele é longo e quero eu crer que muito bem fundamentado e estas palavras só o vêem comprovar. Será que uma Democracia com uns jovens 40 anos, que já vai “feliz e contente” na sua 3ª bancarrota não merece um pouco mais de respeito? Até quando vão continuar estas pressões desavergonhadas?

Sim, eu sei. O Exº Sr. Dr. Juiz Carlos Alexandre está empenhado e já disse que ia investigar os Governos onde este senhor esteve presente. Deixo-vos portanto um desafio: será que os peregrinos ao Santuário de Évora são todos os seus ex-colegas de governação? Porque anda D. Bochechas tão preocupado com a prisão do seu pupilo? Saberá ele no seu intimo que pode vir a ser muito em breve o #45?

Como cidadã preocupada e consciente,deixo aqui o meu agradecimento ao Dr. Ricardo Marques por ter tornado públicas estas palavras e por começar a desmistificar este caso que espero tenha o desfecho que desejo quando o Digníssimo Sr. Promotor e o Sr. Dr Juiz acharem que chegou a altura de o levar a julgamento com provas irrefutáveis.

http://observador.pt/2015/01/22/advogado-de-joao-perna-prisao-de-jose-socrates-nao-e-perseguicao-politica/

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s