Dois pesos, duas medidas

Hoje resolvi escolher esta notícia por duas razões: uma a deputada e a sua prestação na CIBES (Comissão de Inquérito do BES) já tinha chamado a minha atenção e outra pelo destaque que hoje vi que lhe deu a imprensa portuguesa.

Mariana Mortágua é deputada pela primeira vez. Uma jovem inteligente e com formação superior adquirida através do estudo, infelizmente algo raro na Assembleia da República até há poucos anos atrás. Mariana tem tudo para aproveitar esta oportunidade para se mostrar, granjear votos para o seu Partido que tendia a desaparecer depois do desastre (esperado) que tem sido o Szyriza na Grécia e para firmar o seu lugar na cena politica nacional e pelo visto internacional.

Uma nota irónica, segundo a entrevista, “Mariana veste de negro e calça All Stars”. Ora eu a titulo de curiosidade mórbida gostava de compreender o fascínio da extrema-esquerda pelo capitalismo que tanto condenam…alguém me consegue explicar?

Mas voltando, Mariana tem-se mostrado muito preparada, melhor até que muitos com mais experiência, não tem tido medo de colocar perguntas incómodas e tem procurado respostas. Pese embora o savoir faire dos seus interlocutores em se escaparem aos questionamentos.

Ok, seja de que quadrante for, termos políticos preparados, conscientes e interventivos é algo extremamente positivo principalmente quando abrangem as camadas mais novas e dão à juventude uma versão diferente do que é ser politico e estar activamente na Politica.

No entanto, não posso deixar de reparar que esta noticia teve uma repercussão muito maior do que a ontem dada por Pedro Passos Coelho à Nikkei Asian Review e que eu aqui tive o cuidado de deixar. Mas porque é que o papel interventivo de uma deputada do Bloco de Esquerda reportado no Bloomberg tem mais impacto na imprensa portuguesa do que uma entrevista do seu Primeiro-Ministro, aquele que tirou o País da bancarrota e o pôs novamente na rota de crescimento sendo que uma foi uma reportagem e outra uma entrevista e ambas são publicações internacionais?

Note-se que esta noticia é do Expresso, aquele do Pinto Balsemão, um dos fundadores do PPD/PSD e que ontem não deu igual destaque à entrevista do Primeiro-Ministro e actual Presidente do Partido.

Dá que pensar, não? A mim dá…

Aqui fica o artigo que me serviu de base a esta reflexão:

http://expresso.sapo.pt/nao-e-o-esquerdanet-e-a-bloombergcom-bes-fez-de-mariana-mortagua-uma-heroina=f917161

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s