As companhias aéreas ainda são símbolos nacionais?

Durante os tempos dos vários regimes que governaram a Europa, para os países era tão importante terem uma companhia aérea que simbolizasse o desenvolvimento e progresso como a bandeira é um símbolo de independência territorial e a moeda um símbolo de independência económica.

Outro factor que contribuía para que esta visão se implementasse era o facto de as companhias áreas pertencerem ao Estado. Todos sabíamos que a BA era inglesa, ou a Varig brasileira, ou a Lufthansa alemã. As companhias não eram associadas à proveniência mas ao Estado que as detinha.

Ora desde há muitos anos que sabemos que a BA se fundiu com outras companhias e isso não se reflectiu na imagem e na credibilidade da Inglaterra. O mesmo aconteceu com a Iberia espanhola, com a Swiss Air e com tantas outras. Porquê? Porque os Estados chegaram à conclusão que já não fazia sentido serem intervenientes nessas áreas de negócio e deixaram esse nicho para os privados, de onde nunca deveria ter saído, aliás.

No entanto, e porque em Portugal está tudo armadilhado, a TAP não só não passa para os privados que mal se apercebem do valor da divida que comporta abandonam as negociações como continua a ser um peso-pesado  das finanças públicas portuguesas. Para alem de tudo isto, a TAP tem um sem-número de sindicatos que tudo boicota para não mudar o status quo da empresa e com isso perder o seu protagonismo.

Quer-me parecer que qualquer sector de actividade, até aqueles que só possuem uma ligação indirecta à TAP, têm não um mas vários sindicatos – outra herança fenomenal do 26 de Abril de 1974.

O que é que acontece então? Uma coisa curiosíssima: os sindicatos queixam-se do Estado e fazem greve – a greve aumenta os prejuízos – o Estado torna a empresa atraente a potenciais compradores – os sindicatos boicotam.

E então? Parece-vos um esquema lógico e racional? Não é caso para perguntar onde anda o Tribunal de Contas e o Tribunal Constitucional? Visto que se anda a desbaratar o que ainda é património nacional e que isso deveria constituir um crime de lesa pátria, ambas as Instituições deveriam ser chamadas a intervir, digo eu.

Ora no caso da TAP as coisas tornam-se ainda mais graves. A cada dia que passa, a cada greve, a empresa afunda-se ainda mais em dividas e torna-se menos apetecível para os potenciais investidores. Será que vamos chegar ao ponto em que vamos ter que pagar para nos ficarem com aquele sorvedouro de dinheiros públicos?

Para além de uma questão de orgulho nacional, qual é afinal o problema de não termos uma companhia que ostente a bandeira e o símbolo Luso? Se representa assim tanto para a economia, para a credibilidade e para a visibilidade de Portugal lá fora, como se justifica que o trabalho não seja de excelência? Que os voos cheguem sistematicamente atrasados ou que sejam dos mais caros independentemente do destino?

Portugal tem dois caminhos:

A) Ou se capacita que não é nem será rico o suficiente para sustentar estas mordomias e acaba liminarmente com elas;

B) Mantém o status quo, mantém as elites contentes mas tem uma nova bancarrota a cada 15 anos.

Eu pessoalmente prefiro a primeira hipótese e senhores governantes, nem pensem em ficar com nada do que é da TAP caso a consigamos despachar. Tenham paciência mas os senhores administradores vão ter que trabalhar para viver como todos nós. Já chega!

Aqui fica a noticia que me serviu de base a esta análise:

http://www.cmjornal.xl.pt/nacional/economia/detalhe/efromovich_desiste_da_tap.html

Anúncios

2 thoughts on “As companhias aéreas ainda são símbolos nacionais?

  1. A TAP é um dos maiores “cancros” deste país.
    A TAP só deu lucro quando era privada, aí sim era uma Companhia de Bandeira. Passou para os Estado e passou a ser uma Companhia de Bandalheira.

    Liked by 1 person

    • Antes de mais, bem-vinda ao blog. Concordo em género, número e grau com a tua opinião. Acrescento só que a TAP tem um único mal que dá pelo nome de Sindicatos. Algo (quase) exigível pela CRP a qualquer empresa pública, até parece um pré-requisito. Sem esse fardo, até acredito que pudesse ser mantida e ser uma boa empresa. Está à-vontade para comentar sempre que achares pertinente. Até breve!

      Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s