Primeiro-Ministro Sem Medo

Ao longo destes quatro anos e pela forma como tem enfrentado os vários desafios que lhe vêm sendo propostos, Pedro Passos Coelho  tem no seio dos seus apoiantes e seguidores, conquistado esta alcunha que a meu ver se lhe aplica e bem.

Desde a forma como lidou com as várias manifestações logo nos primeiros tempos de Governação, há forma como manteve o Partido único, passando pela “crise do irrevogável” entre outras, Pedro Passos Coelho apresenta uma determinação, uma resiliência e uma frontalidade como há muito não se via a um governante português.

Eu tenho defendido que dada a conjuntura politica nacional, dada a forma como o PS se tem apresentado a debate e dados os resultados conseguidos, é mais do que meritório que o PPD/PSD se apresente a eleições sozinho e tendo em vista a Maioria Absoluta. Não tão-somente por uma questão de Poder mas porque ainda há muitas questões que precisam de ser resolvidas e a postura séria do PPD/PSD ao longo destes quatro anos justifica, e bem, esse voto de confiança.

É portanto com grande satisfação que ouço aquele que para mim é o Primeiro-Ministro Sem Medo a catalogar esse cenário como o “ideal”. Demonstra-me que a recompensa pelo bom trabalho não é um sonho só meu mas algo que ele próprio equaciona sem tabus.

Não podemos tirar o mérito a Assunção Cristas ou a Mota Soares que têm sido exemplares nas suas pastas. Não podemos desvirtuar o compromisso e o contributo positivo que é dado pelas hostes do CDS/PP às governações coligadas mas chegou o tempo de termos coragem de assumir que o que fizemos, fizemos bem. Chegou o tempo de dizer a Portugal que estivemos cá, mais uma vez, para conduzir a Nau a bom-porto, que os nossos contributos e o nosso trabalho levaram ao cumprimento das metas, à baixa dos juros,à baixa da taxa de desemprego, à baixa dos impostos, a uma sociedade mais justa. E por mais que o CDS/PP tenha contribuído, é chegada a altura de com a mesma coragem e determinação, nos apresentarmos a eleições sozinhos sem medo da máquina socrática e de “peito aberto” para colhermos os louros do papel responsável que desempenhamos neste cenário dantesco,

Em 2011, Pedro Passos Coelho apresentou-se com um Programa de Governo a 8 anos. Pela primeira vez na História da Democracia portuguesa, houve um Partido que se apresentou a eleições – já sabendo que estaria condicionado pela presença da Troika e pela ameaça de falência do Estado – mas ainda assim pensou a médio prazo.

Estamos a meio do caminho. O que inicialmente parecia uma Travessia do Deserto foi com força e determinação transformando-se numa Travessia rumo ao Desenvolvimento. Está na hora de sabermos se o nosso projecto politico, económico e social encontra voz na validação pelo voto ou se somos somente a única escolha quando estamos perto da falência financeira, moral e social.

Está na hora de assumirmos o nosso papel de maior Partido português, está na hora de nos assumirmos como única alternativa democrática, está na hora de irmos a votos sozinhos e percebermos quem é o nosso eleitorado, o que querem de facto os portugueses para o Presente mas também para o Futuro.

Poderíamos estar em melhores condições internas para assumir esta luta mas eu tenho esperança de que a limpeza interna que urge fazer possa ser feita nos próximos 4 anos.

Não descarto, dados os seus quadros de elevada competência, uma coligação pós-eleições com o CDS/PP mas só nesse cenário.

Eu acredito nas nossas ideias, eu acredito nos nossos argumentos, eu acredito na força das nossas convicções e no nosso trabalho.

Eu acredito em Pedro Passos Coelho, O Primeiro-Ministro sem medo,

Passos vai em frente, tens aqui a tua gente!

Aqui ficam as declarações que me serviram de base a esta análise:

http://www.tsf.pt/PaginaInicial/Portugal/Interior.aspx?content_id=4511327&utm_source=dlvr.it&utm_medium=facebook

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s