Está desfeito o mistério.

Hoje às 20h o mistério desapareceu e o medo abateu-se sobre o PS pois a Coligação foi apresentada e bem antes do Verão tal como Pedro Passos Coelho prometeu. Mais uma vez, prometeu e cumpriu.

Eu tenho defendido que o PPD/PSD se devia apresentar a eleições sozinho. Não porque desrespeite o papel do CDS/PP nesta Legislatura mas porque acho que não só o PPD/PSD deveria estar em condições, depois do difícil mandato que teve que levar a cabo de se apresentar sozinho mas também porque quando apresentou o Programa de Governo em 2011, Pedro Passos Coelho fê-lo numa perspectiva a 8 anos e não 4. Fê-lo não por considerar que ficaria ad eternum no Governo ou por arrogância mas por ter consciência de que o primeiro mandato seria para cumprir o Memorando de Entendimento e o segundo seria para implementar Reformas que no primeiro, dadas as condicionantes, nao seria possivel implementar e para cimentar outras que só as alterações feitas no decorrer do primeiro, permitiriam.

Eu considero que estava mais do que na altura de o PPD/PSD se apresentar sozinho a eleições, confiar no trabalho feito e no seu eleitorado mas também sei que a maioria dos portugueses tem receio de confiar uma maioria a um só Partido e está tão grata ao PPD/PSD como ao CDS/PP pelo trabalho realizado e pelas metas alcançadas. Assim sendo e embora discorde da forma, tenho que apoiar o meu Líder e o meu Partido na dura tarefa que se avizinha.

Espero que ao afirmarem que devem apoiar o mesmo candidato presidencial, optem pelo apoio a Henrique Neto deixando que o PS apoie Sampaio da Nóvoa.

Isso vai trazer fricções para dentro do Partido mas a escolha de um candidato próprio também traria logo mais vale fazer jus ao discurso do mérito, apoiar quem tem o perfil mais parecido com aquele que consideramos o mais próximo do nosso ideal e alguém que está próximo de nós em matéria de rigor, disciplina competência e actuação em matérias tão fracturantes quanto a Revisão da CRP e a alteração da Lei de voto através da alteração do método que a sustenta.

Henrique Neto tem a proximidade necessária ao PS para tornar este sonho em realidade e tem a grandeza de espirito e a visão suficientes para fazer acontecer. Esperemos por isso que o PPD/PSD saiba estar e saiba escolher.

Ao meu Partido só posso desejar as maiores felicidades nesta dura batalha que se avizinha e infelizmente não é dura por termos um adversário à altura mas por termos adversários rasteirinhos que usam a politica baixa para nos denegrir e as promessas vãs e ocas para nos combater.

Cá estarei, mais uma vez, para ajudar como souber e onde for preciso sabendo que ainda não é desta que serei chamada a integrar as listas mas com a certeza de que continuarei a falar e a expôr os meus argumentos de forma clara e educada propondo sempre soluções onde vejo problemas.

Aos deputados que vão agora cessar funções, aqueles que vi que foram competentes e se esforçaram, o meu muito obrigada. Ficam expressos os meus votos de que voltem a ser eleitos e continuem com o bom trabalho a que nos habituaram. Aos que foram para lá à espera de um futuro melhor, desejo que não sejam reeleitos e tenham a capacidade para se afastarem da vida politica e pensem em ir trabalhar que o País precisa de repôr o que gastou (e vai gastar) com vocês.

Viva Portugal!

Viva o PPD/PSD!

Aqui fica a noticia que me serviu de base a este texto:

http://sicnoticias.sapo.pt/pais/2015-04-25-Passos-e-Portas-anunciam-coligacao-esta-noite

Anúncios

2 thoughts on “Está desfeito o mistério.

  1. Luísa, concordo 99% com o que escreveste. Também não queria coligação com o “irrevogável”, pois penso que existe no CDS gente com coluna vertebral. Mas… Paulo Portas será um mal menor.
    1% não concordo em relação ao candidato a Presidente da República Henrique Neto.
    Tenho grandes dúvidas sobre Henrique Neto. Sou “alérgica” a tudo que é ou foi socialista.
    Está na hora de se mudar de mentalidade e começar a pensar que para Presidente da República só pode ser a partir de certa idade, não. Temos que acabar com isso… O mundo e os tempos são outros.

    Gostar

    • Sabes bem que o meu candidato é Pedro Santana Lopes. A minha (para já) escolha prende-se com o facto de o senhor ter um percurso de trabalho e não politico, pelo facto de ele se ter apresentado sozinho e sabendo que iria irritar as hostes socialistas, por ter sido dos poucos a avisar sobre o perigo socrático e por me rever em algumas das posições que ele assume também porque vão de encontro aos objectivos de governo do PSD. Apesar de ainda não ser conhecida a agenda para 2015-21019, quero crer que têm por base o Programa a 8 anos apresentado em 2011 e é nisso que me baseio quando falo de Henrique Neto até porque se o PS apoia Sampaio da Nóvoa como se prevê,íamos olhar para um duelo que estaria ganho à partida e não haveria dispersão de votos para além de que evitaríamos uma segunda volta desnecessária e onde o candidato que apresentássemos poderia ficar pelo caminho obrigando-nos a apoiar Henrique Neto à posteriori em vez de o fazermos de principio o que faria com que o víssemos como segunda escolha e isso poderia de alguma forma condicionar (até a nível de comunicação social) os futuros mandatos de PR e de PM. Isto tudo porque o sistema está assim constituído porque eu defendo um PR independente e sem qualquer cor politica e o mais isento possível mas como esse cenário para já não se coloca, é com este que temos que trabalhar. Quanto à idade, por um lado, o facto de ser uma pessoa mais velha transmite experiência e estabilidade para além de que o cargo de PR, por ter poderes tão limitados e ser considerado mais representativo do que interventivo (algo que eu acho mal e nisso prefiro o sistema francês) é quase um “prémio de carreira”. Quem ganha as eleições fica dois mandatos e reforma-se de vez algo com que não concordo mas um mais novo tem esse inconveniente e depois de ser PR, volta à vida activa? Onde se trabalha e em que cargo depois de se ser PR? Faz-se o percurso inverso e vai-se para a UE “acabar a carreira”? Acho que todas estas questões se tornariam mais simples de interpretar se nos deixássemos de tabus e profissionalizássemos a Politica de uma vez mas entendo onde queres chegar e em certa medida concordo, salvo as reservas que aqui te apresento.

      Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s